terça-feira, 3 de fevereiro de 2009


Ainda no embalo da notícia da regulamentação da profissão, pergunto. Adianta um DJ ter técnica, experiência, bom equipamento, carteirinha de registro, e etc...... e mesmo assim tocar de graça??? ou pelo nome no flyer????? ou pra dizer q é descolado????? ou pra dizer que esta com a agenda cheia???? ou por um monte de cerveja???? É melhor pedir um picolé de framboesa e o passe pra casa. Nesse caso...

1 - burro, pq não se valoriza
2 - +burro, pq desmerece a própria profissão e os outros companheiros
3 - super burro, pois apesar de ser DJ, nao merece a carteira de registro que tem
4 - ultra burro, pq ta fazendo gracinha pros "tampas", e contribúi para que a prioridade sempre sejam as bandas.
5 - hiper burro, pq esta se desgastando e gastando material a troco de NADA
6 - burróide, pq além de mascarado, é babão
7 - burríssimo, pq se tocou uma vaz de graça, vai tocar varias, e qdo cobrar ninguem contrata (daí, tira se é realmente um bom dj ou está se auto-enganando durante todo o tempo que fez gracinha)


PORTANTO, não adianta regulamentar, se o próprio DJ não se valorizar. Vai ter um peneirão??? Isso vai. Pelo menos eu espero, desde que o órgão competente regional, cumpra com rigor e honestidade suas obrigações.

Um comentário: